Como escolher um foco cirúrgico

O foco cirúrgico, mais conhecido por candeeiro cirúrgico em Portugal, é um equipamento de iluminação utilizado principalmente em cirurgia, como o seu nome indica. Tem a particularidade de difundir uma luz homogénea, sem sombras, sobre a zona a operar.

Focos cirúrgicos: ver produtos

  • Quais os critérios de escolha de um foco cirúrgico?

    Quando decide adquirir um foco cirúrgico, é aconselhável ter em consideração vários critérios, tais como a uniformidade da iluminação, o diâmetro do campo de luz e o tipo de lâmpadas.

    Listamos, em seguida, os critérios que é importante ter em conta.

    • Uniformidade da iluminação: este é um critério essencial, pois a visão humana só funciona bem num campo iluminado de maneira uniforme. Se a luz do foco não for homogénea, poderá tratar-se de um problema de qualidade do próprio equipamento que irá criar zonas de sombra, obrigando o profissional a ajustar frequentemente a iluminação. Contudo, a maioria dos focos cirúrgicos possui lentes de grande espessura que garantem a distribuição uniforme da luz, iluminando devidamente o campo operatório, tanto em termos de área como de profundidade.
    • Diâmetro do campo de luz: trata‑se da área iluminada pelo foco cirúrgico a uma certa distância. Assegure-se de que o diâmetro do campo de luz será adequado para os vários usos previstos.
    • Intensidade luminosa: deve situar-se entre 8 000 e 36 000 Lux. Em geral, é possível regular a intensidade da luz, a fim de adaptá-la às exigências dos diversos procedimentos cirúrgicos.
    • Tipo de lâmpadas: poderá optar por focos cirúrgicos com lâmpadas de halogéneo ou por focos cirúrgicos com LED. Os LED brancos neutros proporcionam uma excelente identificação dos tons de vermelho e de amarelo, e permitem distinguir facilmente os tecidos e os órgãos. Além disso, a maioria não emite quantidades significativas de luz azul, nociva para a retina em caso de exposição prolongada (ver secção seguinte). A luz amarela, típica de certas lâmpadas de halogéneo, tende a distorcer a perceção das cores, podendo assim induzir em erro e levar a diagnósticos incorretos, por exemplo.
    • Temperatura de cor: deve ser de aproximadamente 4 500 Kelvin.
    Foco cirúrgico de halogéneo da Burton Medical

    Foco cirúrgico de halogéneo da Burton Medical

  • Escolher um foco cirúrgico halógeno ou LED?

    Foco cirúrgico de LED Dr. Mach

    Foco cirúrgico de LED da Dr. Mach

    Hoje em dia, os focos cirúrgicos com lâmpadas LED são os mais comuns. Os LED apresentam diversas vantagens em relação às lâmpadas de halogéneo, mas também têm as suas desvantagens.

    Das vantagens dos LED, destacam-se as seguintes:

    • Durabilidade: duram 10 a 12 vezes mais do que as lâmpadas de halogéneo;
    • Eficiência energética: consomem bastante menos eletricidade do que as lâmpadas de halogéneo;
    • Emissão mínima de calor: o calor libertado pela maioria dos LED é ínfimo, o que significa que não altera significativamente a temperatura ambiente. Como tal, os focos de LED garantem maior conforto para o paciente e não secam os tecidos durante uma cirurgia, por exemplo.

    Das desvantagens dos LED, destacam-se as seguintes:

    • Luz azul nociva para a retina emitida por alguns LED: a exposição excessiva pode provocar danos na retina e contribuir para o desenvolvimento de várias patologias, tais como a degeneração macular (DMRI). Os LED de luz fria (>5 000 Kelvin) são fortemente desaconselhados, pois emitem predominantemente luz azul, também conhecida por luz visível de alta energia (HEV). Logo, a sua presença deve ser mínima em equipamentos utilizados pelo profissional de saúde no dia a dia. Recomendamos a escolha de lâmpadas LED de luz branca neutra (cerca de 4 500 Kelvin), que têm uma componente bastante menor de luz azul.
    • Custo: embora as lâmpadas LED sejam mais caras que as de halogéneo, o seu uso compensa, pois duram mais tempo e consomem menos energia.
  • Qual a intensidade luminosa recomendada?

    Foco cirúrgico de dois braço da BiHealthcare

    Foco cirúrgico de dois braços da BiHealthcare

    Em regra geral, uma intensidade luminosa de 15 000 Lux é suficiente.

    Importa saber que um olho jovem atinge 98% da sua acuidade visual a 12 000 Lux. Os ganhos de visão obtidos com intensidades luminosas superiores são, portanto, ínfimos.

    Algumas normas em vigor recomendam focos cirúrgicos com um limite máximo de intensidade luminosa igual ou superior a 20 000 Lux. Salienta‑se que uma intensidade de iluminação muito elevada pode ser perigosa para o profissional de saúde. Cuidado, portanto, com os focos cirúrgicos demasiado potentes.

    Porém, com o avançar da idade, o olho necessita de uma luz cada vez mais forte. Devido à progressiva opacificação da córnea, a necessidade de luz triplica entre os 20 e os 60 anos de idade. Assim, um profissional em fim de carreira poderá precisar de uma iluminação de 36 000 Lux para manter uma boa acuidade visual. Potências acima desse valor não oferecem vantagens significativas.

  • Que outras características ter em conta ao escolher um foco cirúrgico?

    Foco cirúrgico móvel da Trumpf Medical

    Foco cirúrgico móvel da Trumpf Medical

    Na hora de escolher um foco cirúrgico, poderá levar em conta outras características como os acessórios disponíveis ou ainda o peso e a mobilidade do equipamento.

    Acessórios disponíveis

    • Câmaras integradas: os focos cirúrgicos com câmara de vídeo estão equipados com uma ou mais câmaras para captar imagens pormenorizadas durante os procedimentos cirúrgicos. As câmaras podem estar integradas no corpo do foco cirúrgico ou montadas num outro braço. Alguns equipamentos incluem câmaras 4K, bem como microfones estéreo e sistemas de processamento digital de imagens.
    • Braço duplo: os focos cirúrgicos com braço duplo articulado permitem combinar a iluminação de dois focos de tamanhos diferentes, se necessário.

    Peso e mobilidade

    Os focos cirúrgicos compactos e leves adaptam-se a todo o tipo de espaços, das salas de cirurgia aos consultórios de ortodontia. No caso dos focos cirúrgicos para montagem no teto ou na parede, há que ter em conta o peso da parte que fica suspensa. Os focos cirúrgicos móveis estão equipados com rodas, sendo portanto fáceis de movimentar de uma sala para outra ou entre os diferentes serviços de um hospital.

Related guides
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
No comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *