Como escolher um imobilizador ortopédico

Existem diferentes tipos de dispositivos de imobilização ortopédica que são utilizados para promover a estabilização de um membro ou de uma articulação na sequência de uma lesão ou de uma cirurgia. Estes dispositivos são designados ortóteses, talas e suportes elásticos.

Imobilizadores ortopédicos: ver produtos

  • Qual a diferença entre ortótese, tala e suporte elástico?

    Tala de tornozelo da marca Aircast

    Tala de tornozelo da marca Aircast

    Não existe consenso sobre a nomenclatura deste tipo de produtos. Neste guia, faz‑se a distinção entre ortótese, tala e suporte elástico, com base no grau de imobilização que cada um proporciona ao membro ou à articulação em causa.

    • Ortóteses: as ortóteses, ou órteses, oferecem uma boa estabilização, deixando um certo grau de mobilidade para que se possa trabalhar o membro ou a articulação afetada.
    • Talas: as talas são rígidas. Permitem a imobilização total do membro ou articulação.
    • Suportes e ligaduras elásticas: estes dispositivos ortopédicos fornecem um suporte ligeiro e uma compressão elástica, não tanto uma verdadeira estabilização.
  • Como escolher a ortótese, tala ou suporte elástico?

    Ortótese clavicular da Thuasne

    Ortótese clavicular da Thuasne

    A escolha de um imobilizador ortopédico deve basear-se em vários fatores importantes, tais como:

    • A gravidade da lesão;
    • O tipo de lesão ou patologia (fratura, rutura ligamentar, osteoartrite, deformidade congénita, etc.);
    • A utilização prevista do imobilizador ortopédico (por exemplo, para praticar desporto ou usar em casa);
    • O tamanho do membro ou da articulação que se pretende imobilizar.
  • Que cuidados ter relativamente ao uso de imobilizadores ortopédicos?

    Há certos cuidados a ter quando for necessário usar um dispositivo de imobilização ortopédica. Estas são as principais recomendações:

    • Na ausência de prescrição médica, é aconselhável informar-se junto de um profissional de saúde (médico de clínica geral, fisioterapeuta) sobre qual o tipo de imobilizador ortopédico mais adequado à sua situação;
    • Mesmo que a dor não seja forte, é necessário respeitar a duração de utilização do imobilizador ortopédico que foi recomendada;
    • Convém aguardar a indicação de um profissional de saúde para retomar uma atividade desportiva intensa que esforce a articulação ou o membro imobilizado.
  • Quais as principais características das ortóteses de joelho?

    Ortótese de joelho com estabilizador de rótula da Pavis

    Ortótese de joelho com estabilizador de rótula da Pavis

    As ortóteses de joelho, ou órteses de joelho, mais conhecidas por joelheiras, podem ter diferentes características consoante os modelos.

    • Abertas: proporcionam um conforto adicional e favorecem a circulação de ar, deixando respirar a pele;
    •  Articuladas e ROM (Range of Motion): permitem controlar o movimento da articulação. As ortóteses com o sistema de articulação ROM oferecem a possibilidade de limitar a amplitude de movimento do joelho;
    •  Com almofada rotuliana: protegem a rótula (patela) de eventuais impactos;
    •  Estabilizadoras de rótula, ou com reforço patelar: permitem limitar o movimento da rótula na flexão e na extensão do joelho;
    •  Estabilizadoras de ligamentos: estas ortóteses de joelho estabilizadoras oferecem a vantagem de poder limitar os movimentos do joelho que utilizam certos ligamentos, tais como os ligamentos cruzados, o ligamento lateral, etc.
  • Quais os diferentes tipos de talas para dedos?

    Existem diferentes tipos de talas para dedos, que podemos agrupar em três categorias principais: talas de estabilização, talas de flexão e talas de extensão.

    • Talas de estabilização: impedem o movimento parcial ou total de um ou mais dedos. Podemos encontrar modelos para um único dedo e outros que começam logo no pulso e proporcionam estabilização a vários dedos. É, também, possível imobilizar apenas uma falange de um dedo. Estes são alguns dos modelos de talas para estabilização dos dedos.
    • Talas de extensão: são talas dinâmicas que permitem restabelecer a amplitude de movimento das articulações, nomeadamente em casos de rigidez ou de rutura dos tendões;
    • Talas de flexão: são talas dinâmicas que promovem a aplicação de uma força suplementar que vai ajudar a flexão de um ou mais dedos. Geralmente, a tala mantém o dedo dobrado.
  • Que características particulares é possível encontrar em certas ortóteses e talas?

    Colete toraco-lombo-sagrado (TLSO) da Optec USA

    Colete toraco-lombo-sagrado (TLSO) da Optec USA

    Existem ortóteses e talas com características específicas:

Related guides
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
No comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *