Como escolher um grampeador cirúrgico

O grampeador cirúrgico é um aplicador de grampos usado para suturar vários tipos de tecidos moles. É chamado agrafador cirúrgico em Portugal. Permite ao cirurgião fechar feridas ou incisões mais facilmente do que através da sutura manual com agulha e fio.

Grampeadores cirúrgicos: ver produtos

  • Quais os principais tipos de grampeadores cirúrgicos?

    Grampeador cirúrgico linear da Ethicon (grupo Johnson & Johnson)

    Grampeador cirúrgico linear da Ethicon (grupo Johnson & Johnson)

    Existem quatro tipos principais de grampeadores cirúrgicos estéreis e descartáveis: convencionais, lineares, endoscópicos lineares e circulares.

    • Grampeadores convencionais, ou grampeadores de pele: são dispositivos concebidos para realizar suturas de pele e aplicam os grampos um a um. São chamados agrafadores cutâneos em Portugal.
    • Grampeadores lineares: com um único disparo, estes grampeadores aplicam toda uma linha de grampos. Existem grampeadores lineares cortantes, dotados de uma lâmina que corta o tecido ao mesmo tempo que é realizada a sutura. Os grampeadores lineares são indicados para cirurgias torácicas, abdominais e pulmonares.
    • Grampeadores endoscópicos lineares: também aplicam uma linha de agrafos com um só disparo. Podem ser cortantes ou não, articulados ou não articulados. São utilizados em cirurgias minimamente invasivas, nomeadamente para anastomoses intestinais e outras intervenções cirúrgicas gastrointestinais, mas também em ressecções pulmonares, etc.
    • Grampeadores circulares: aplicam igualmente uma linha de grampos de uma só vez e são usados para unir os tecidos em cirurgias minimamente invasivas, nomeadamente em ressecções. Os cirurgiões recorrem frequentemente a grampeadores circulares para procedimentos no trato digestivo, da garganta ao cólon, anastomoses gastrointestinais, cirurgias de hemorroidas ou ainda circuncisões.
  • Quais os principais critérios a considerar na escolha de um grampeador cirúrgico?

    Agrafador cutâneo Covidien (grupo Medtronic)

    Grampeador de pele da Covidien (grupo Medtronic)

    Ao escolher um grampeador cirúrgico, importa levar em conta vários critérios, como o tipo de cirurgia, a ergonomia do dispositivo, as suas dimensões e se é ou não elétrico.

    • Aplicação: o tipo de cirurgia em que será usado o grampeador;
    • Ergonomia: manuseamento confortável, facilidade de uso, clique indicador de disparo, etc.;
    • Diâmetro e comprimento: no mercado, estão disponíveis grampeadores de diferentes diâmetros e comprimentos;
    • Comprimento da sutura: o comprimento da ferida a ser suturada;
    • Espessura dos grampos;
    • Ângulo de articulação da carga:grampeadores articulados e com mecanismo de rotação para orientar a carga e facilitar a aplicação dos grampos em zonas de difícil acesso; o ângulo de articulação é ajustável;
    • Número de grampos da carga (cartucho);
    • Grampeador elétrico ou mecânico: ver secção dedicada aos grampeadores elétricos.
  • Quais as vantagens e desvantagens dos grampeadores cirúrgicos?

    Agrafador linear articulado elétrico Covidien (grupo Medtronic)

    Grampeador linear articulado elétrico da Covidien (grupo Medtronic)

    O uso de um grampeador cirúrgico apresenta vantagens e desvantagens em relação à sutura manual com fio e agulha. Indicamos abaixo as principais.

    Vantagens:

    • Aplicação rápida e facilidade de uso: os grampeadores cirúrgicos fecham grandes feridas ou incisões mais rapidamente. São muito úteis em cirurgias minimamente invasivas pois só precisam de uma pequena abertura e podem cortar e unir rapidamente tecidos e vasos.
    • Baixo risco de infecção e menor reação dos tecidos: os grampos oferecem uma cicatrização mais rápida.
    • Sutura resistente: os grampeadores cutâneos são usados para unir pele com uma forte tensão, como no crânio ou no tronco.

    Desvantagens:

    • Menor precisão: a precisão de alinhamento das bordas da ferida a ser fechada é menor em comparação com a sutura manual.
    • Custo mais elevado: um grampeador cirúrgico e os cartuchos de grampos descartáveis têm obviamente um custo mais elevado do que uma agulha e o fio cirúrgico.
  • Por quê optar por um grampeador elétrico?

    Os grampeadores elétricos, ou grampeadores automáticos, funcionam a bateria. São ainda bastante recentes. De acordo com um estudo financiado pela Ethicon (fabricante de grampeadores, do grupo Johnson & Johnson) e publicado na revista Advances in Therapy, em comparação com grampeadores mecânicos, o uso de grampeadores elétricos numa lobectomia pulmonar terá permitido:

    • diminuir o risco de complicações (nomeadamente sangramentos);
    • encurtar o tempo de recuperação dos pacientes em, pelo menos, um dia;
    • reduzir em cerca de 10% o custo desses procedimentos para os estabelecimentos de saúde.

    No entanto, o estudo não explica por que é que os grampeadores elétricos produziram melhores resultados do que os mecânicos. É possível que tenha a ver com o mecanismo de preensão de tecidos dos grampeadores elétricos, mas não é apresentada qualquer evidência a esse respeito.

  • Que tipo de grampos escolher?

    Agrafador circular B.Braun

    Grampeador circular da B. Braun

    A escolha dos grampos para um grampeador cirúrgico é baseada em dois critérios principais: o material e as dimensões dos grampos.

    Material:

    • Aço inoxidável e titânio: os grampos são, na sua maioria, em aço inoxidável ou em titânio, dois metais resistentes e biocompatíveis. Os grampos metálicos não se dissolvem, sendo portanto necessária uma atenção particular para evitar possíveis infecções.
    • Plástico: podem ser aplicados grampos plásticos em pessoas alérgicas a metais ou para minimizar o tamanho da cicatriz. Os grampos de plástico, tal como os de metal, não se dissolvem.
    • Copolímero poli (ácido láctico-co-ácido glicólico) (PLGA): os grampos de PLGA são absorvíveis, o que significa que serão absorvidos pelo organismo. São frequentemente utilizados em cirurgia estética porque, tal como os grampos plásticos, formam cicatrizes mais discretas.

    Dimensões:

    • Existem grampos de diferentes comprimentos e alturas. A escolha dependerá do tipo e da espessura do tecido a ser suturado.
Guias relacionados
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será visível. Os campos de preenchimento obrigatório estão assinalados com *